sexta-feira, 13 de abril de 2012

Anjo Das Trevas

Potencializo seus desejos
Doce poção do sim e não
Faço de seus pecados meu acerto
E de suas palavras minha oração
Lhe enfeitiço...
Lhe exorcizo...
Domino sua alma e todo seu ser
Sentidos se calam
Pensamentos vagueiam
Como luz hora clarão
Por hora escuridão
Sublime vulto encandecente
Que me tira razão...
Faço de ti minha mais doce canção
Liberto tuas asas prendidas na solidão
A dor lhe bate profundo
A morte lhe espelha o rosto
Importuna desilusão
Anjo caído esquecido na escuridão
Só trouxe minha crucificação
Neste lamento fútil, inútil
Sufocado neste desejo insano
Imortalizo meus sentimentos
Em um mundo distante
Perdidos, desolados
Anjo caído... Sem direção
Como eu...
Meus olhos se fecham
Minha alma vagueia a procura de seu coração
E assim para mim continua, no declínio do teu abismo...
Amor negro, preso...
De seus sentimentos obscuros
Faço minha felicidade mórbida...

Bj Juci Diass

5 comentários:

CrAzYpOeT disse...

Juju... De onde veio essa inspiração? Confesso que achei bem pesado o poema, mas ainda sim cheio de uma certa beleza que já conheci a uns tempo passados... O resto do comentário nem vou fazer aqui... Mas você me fez lembrar de uma época bem interessante da minha vida... botas cano médio em couro e lona... pretas... e o resto você já deve de imaginar... Bjãooooo!!!!!!1 s2

Valéria Braz disse...

Eita Zoião azul e você ainda diz que é durona heim?! Quanta força e amor neste seu coração, mas quanta honestidade na verdade das contradições do amor...
Beijo no coração

Van disse...

Meu queixo caiu!

Agora foi você a me deixar paralisada com a força do seu poema, poetisa ruiva.

A alma mais que latente.

Um beijo!

Elton Sipião O Anjo das Letras. disse...

Identifico-me muito com os anjos, sejam eles pertencentes à mitologia cristão-judaica, os mensageiros de Deus juntos aos homens, ou ao paganismo grego-romano como no caso dos Deuses do amor que são os cupidos. Nesse caso tu te comparas a um anjo caído ferido por amor. Um anjo que de tão triste por amar demais se sente mergulhado nas mais profundas trevas. Tu escreves bem e acredito muito ainda na evolução futura de tua escrita literária. Obrigado por me visitar em meu blog literário, espero que volte para visitá-lo sempre. Beijos poéticos.

Sissym disse...

Ju... querida, pois alguns anjos nos tomam parte da respiração e do pensamento, depois batem a asa em retirada, deixando-nos rentes ao chão.

Beijinhos

Postar um comentário