terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Denominada



Trago em mim 

A doce ambição
A magia druida
Sobre o mistério da noite
Faço de meus passos
Rastros marcantes
De minha trajetória,
Das quimeras da vida
Como alquimista alucinado
Transcrevo as dores de minha alma
Em forma de oração
Cada partícula
Me compõem...
Me transforma...
Minha forma bruta
Hoje se mantem lapidada
Longe de qualquer perfeição
Apenas singela denominação
Composta de luz
De tudo que me conduz
Longe de qualquer maldição...

(By Juci Diass)


more »

domingo, 9 de novembro de 2014

Quando Vieres


Quando vieres
Vista-se de amor
Traga seu melhor sorriso
Repousando sobre o meu
Seu olhar contaminado por mim
Derrame sobre meus lábios
Os versos mais puros de amar...

(By Juci Diass)
more »

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Olhar fora do tom...


Olhava pra si
Como criança encantada 
Pela formula imperfeita
Que havia lhe tornado
Pedaço  de uma perfeição  infinda
Renascida de todo mau
Projetada para todo bem
Eternizava seus  gestos 
Por entre estrelas no céu
Pendurava suas  asas sobre a lua
De longe afagava seus sonhos
Silenciava suas dores
Adormecia sobre as trevas  
Renascia a cada  raio de  sol
Sobre seus cabelos emaranhados
Molhados do  orvalho 
Sentia a vida de forma única
Dependente de toda magia de sentir  
De apenas se sentir 
E se permitir ser sentida
Na nota mais simples da vida
Não perdia seu tom...

By Juci Diass

more »

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Apenas me segure



Amaldiçoada ironia irrelevante seu passado
Que surge, ressurge em minha mente.
Febril duvida medo de se entregar
Receio de seus passos errantes
Que fazem de mim mera personagem tola
Entre meus pensamentos que desconsolam meu coração
Desequilibrando meu ser
Estenda-me a mão
Estou caindo mais uma vez
Prenda-me em seus braços
Faça-me confiante
Eu quero acreditar
Acreditar que tudo virou cinzas
Sem medo de renascer
Sem nada a temer
Que o silencio não congele minha alma
Não me desfaça mais uma vez.
Já vivi sobre as trevas
Sem temer a escuridão
Já provei todos os cálices amargos da desilusão
Mas você me mostrou a luz
Uma nova maneira de sentir,
De amar de desejar
Alimentou minha alma, cativou cada sorriso.
Dancei o amor, bailei sobre meus versos
Cada um dedicado a você
Hoje minha alma repousou
Deixando em meu ser o vazio
Estou caindo mais uma vez
Segure minha mão
Segure-me
Apenas me segure...


more »

In Love...




Hoje o luar me encantou
Com seu brilho destemido no espaço
Perdida entre meus embaraços
Seu brilho me contaminou
Preenchendo em mim todo aquele vazio que ficou
Em algum momento me possuiu
Pude sentir aquele doce arrepio
Me fez tão leve por entre o céu
Recheado de estrelas
Minha alma branda se rendeu
E lá de cima por um momento
Vi de longe tão pequeno
Aquilo tudo que me prendeu
Me desprendi em um mágico momento
Minha alma renasceu
Tão pura quanto a esperança
Tão leve como um sorriso de criança
Tão terno como sonhar
Hoje mais uma vez em mim
O amor novamente prevaleceu...


more »

Formato Minimo



Eu queria poder parar de pensar em você
sucumbir meus pensamentos a nada
mas sua lembrança é como um fantasma em minha mente
sua ausência sombria como as trevas
seu beijo minha maior maldição
O amor em seu formato mínimo...


more »

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

A melhor parte de mim




Minha alma reflete pequenas doses de você
A cada sorriso seu brilho lhe pertence
A cada olhar por de traz de minha retina
Sua imagem esta
Sussurros  ao ventos,  braços abertos e posso lhe encontrar
Na brisa sorrateira que me rouba um beijo
A cada bater de asas sobre o horizonte
Nas cores quentes que traduzem nosso sentir
Sobre os olhos da noite
Na claridade de todos os meus  dias
Em que sua lembrança me faz companhia
A cada pensamento  no ritmo descompassado de meu coração
Posso lhe sentir
Suave por entre as flores
Vibrante em mim
Desejos declamados aos céus
Sobre a via láctea de minha alma
Embalada  por este amor
Que me leva a você
Doce furacão de amar
Tempestades de desejos
Suplício de quem ama
Que me levam sempre até você
Em uma melodia única
Posso lhe sentir perto
A cada verso que lhe dedico
Nas noites que nos amamos em silêncios
Em que nossas almas se tocam
Sobre o mais puro desejo
E esta imensa vontade de lhe ter
É s bem mais que meu bem querer
                                                 És a parte mais bela que habita meu ser...

By Juci Diass

 
more »

sábado, 8 de junho de 2013

Colina dos Sonhos


Vejo-me no paraíso
Sobre a colina dos sonhos
Ao longe lhe vejo
Tão longe
Não posso tocar...
Liberto minha alma
Como pluma ao vento
Que cautelosa paira distante
Apenas para lhe encontrar
Que me sinta lhe envolver
Ofereço-lhe minha essência
Sobre as asas de uma borboleta
Carregada de cores alucinadas
Sutilmente para lhe encantar
Mágica esplêndida de amar
Sobre as harpas élficas
A nos abençoar
Devaneios entorpecidos de palavras doces
Queimando de desejos
Sobre o seio de sua amada
Simbologia dos deuses
Magnetismo dos anjos
Plena a nos acariciar
Na alma o deslumbre de amar
Aconchego de quem se ama
Sobre sonhos mágicos
Sobre a magia mística que possui seu olhar...






more »

terça-feira, 4 de junho de 2013

Olhar Noturno


Em meio a esta dança de lobos
Sou os olhos da noite
Destemidos a lhe observar
O vento feroz que lhe envolve, protege
A luz debruçada sobre os ombros da lua a lhe guiar
Sou a voz suave perdida em meio ao infinito silêncio
Querendo- lhe falar sobre o manto da noite, perdidos pela relva
Em meio a sua dança selvagem
Lhe dedico minha coragem
Banhada de amor!
Guardiã de nossos corações
Seu olhar intenso em minha direção
será meu escudo...
Irei para sempre lhe guardar
E lá do alto por entre as menores estrelas
Serei a menos brilhante a lhe observar
Você embriagado
Quebrara o silêncio da noite
Uivando nosso amor ao luar
Querendo nos encontrar
Me encontrará, lhe encontrarei
Cadente, cairei em seus braços
Inocente para sempre me amará...





more »

sexta-feira, 10 de maio de 2013

Eu fugiria de você...


Não entregue seus sinais a mim
Hoje tudo esta tão diferente
Ontem éramos um
Hoje estou só... Apenas só
Lembranças contaminam minha alma
Envenenando meu coração

Eu fugiria de você
Eu fugiria de mim neste momento
Eu fugiria de mim...

A cada instante volto ao inicio
Como a velha musica repetida em minha cabeça
Você gira em  minha mente
E me leva novamente ao inicio
Eu fugiria de você mais uma vez
Eu fugiria de mim...
A chegada do outono me leva até você
Como folha seca os ventos me guiam em sua direção
Suave neblina inquietante que me faz querer  ainda mais
Seu sorriso só para mim

Hoje eu correria de você
Hoje eu correria de mim
É apenas mais um outono...

A luz que invade minha janela todas as manhas
Trazem de longe seu perfume
Manifestando em mim o mais louco desejo
Queria seu beijo, molhado de lado.

Eu fugiria de você
Eu fugiria de mim...
Eu fugiria da luz...

Viajo a cada anoitecer perdida por entre momentos
Perdi-me... Hoje me perdi
Em todos os pequenos detalhes
A cada palavra sussurrada, gritada, amada, mal interpretada.
Sinto sua falta a todo instante
Do que fomos com medo do que vamos ser
Medo de ser... De voltar ao que era
Vivo meus dias sobre as cinzas do que um dia foi amor
Na ilusão de lembranças, apenas lembranças
Enquanto minha alma solitária chora sua ausência
Escrevo novos versos
Para que quando volte trazendo de volta meu sorriso
Tenha a certeza que a cada dia a cada outono a cada amanhecer
Você foi e sempre será o guardião de meus pensamentos
Corpo, alma e coração

Eu me entregaria a você
Eu me entregaria a mim
Eu me entregaria  se tivesse seu amor...



more »

sexta-feira, 3 de maio de 2013

Nosso Dueto


Toda ausência um dia
Há de virar lembrança
Toda mágoa um dia se dissolvera
Sobre as folhas secas de outono
Toda dor há de ser levada ao vento
Para bem longe esquecida no horizonte
Toda tristeza do hoje
Será conforto amanha
A estranheza das noites sem lua
Serão ocultadas em nossas almas
Todo desejo será guardado
Em meu peito com tuas iniciais
Todos planos regados por nossos sonhos
Permaneceram em nossos jardins
Só o tempo se encarregara de mata-lo
Há certeza de que havíamos nascidos
Um para o outro atormentara nossas mentes
Obsecadas pela duvida
Todo amor um dia há de acabar
Sendo apenas lembrado
Pelo nosso dueto de amar
Ao som do paraíso
Onde eu era a única
E tu eras somente meu
Nossas cabeças iram girar
Incansavelmente a procura um do outro
Mas já cansados cairemos sobre a solidão
Perdidos sem direção
Não haverá mais nosso dueto
Apenas palavras vazias assim como nossos corações
Perdidos para sempre com medo de amar
Mas assim como no paraíso
Eternamente voltaremos a nos encontrar...


By Juci Diass

Ao som de Justin like heaven (The Cure)

Se se morre de amor?
Como diria Gonçalvez Dias:Não,não se morre.De amor se vive.
Por amor se aprende a esperar,
a lutar,a morrer e continuar vivendo.
Se aprende a viver.


more »

quarta-feira, 1 de maio de 2013

Efeito Borboleta


Quero pisar no solo sagrado de seu coração
E assim para sempre lhe deixar marcas...
Marcas eternas que jamais serão esquecidas
Tão pouco apagadas
Serei seu vício
Sua crise
Sua salvação...
Sua causa sem efeito
O efeito de sua causa
Sua mais doce maldição
A oração que perpetua os anjos
Atormentando seus demônios
Contaminarei sua alma
Com um beijo selado do mais puro desejo
Estarei presente em sua insensatez
Serei a voz oculta que grita em sua mente
A chama que queima na distância
De nossos corpos separados
No acalanto das noites escuras
Roubarei a escuridão
Penetrarei no mais profundo de seu ser
Dominarei-lhe
Serei a prece cantada aos ventos
Suave tormento sussurrado a você
Completarei sua profecia
Derrubarei suas muralhas
Doarei-lhe  minhas asas
Junto com minha possessão por você
Uivarei a lua todos nossos desejos
Rabiscarei seus versos sobre minha pele opaca
Beberei nosso cálice sedento de prazer
Embriagara-se em mim
Levarei de volta ao seu  casulo
Farei-lhe renascer por mais uma vez renasceras para mim
Pintarei suas cores
Sobre suas asas obcecadas pelo amor
Transformarei-lhe  em perfeição
Como uma doce metamorfose
Serei seu efeito borboleta
Rendera-se a mim

By Juci Diass


more »

domingo, 28 de abril de 2013

Como no paraíso



Cultuo  nossos desejos mais profundo
Como em  um ritual
Venero seu corpo, devoro sua alma.
Alimento-me de você
Desejos em chamas
Nossos corpos ardentes de prazer
Quero suas mãos sobre minha pele macia
E minha língua a deslizar sobre seu corpo
Quero a quentura de seus beijos
O deboche de seus desejos
Faça-me girar
Quero lhe devorar
Sugarei sua alma
E como no paraíso
Desejarei você mais uma vez...



By Juci Diass








more »

domingo, 7 de abril de 2013

Era uma vez...



Meus passos solitários
Confundem-se no espaço
Da menina que um dia fui
Da mulher que hoje sou
Transcrevo sonhos
Sobre um céu só meu
Desenho-lhe sobre as gotas de chuva
Faço do passado meu futuro constante
Refaço sonhos
Vivendo novos amores
Carregando no fundo do meu ser
Lembranças tuas
Não faço planos
Meus sonhos se perderam
Perdi-me querendo apenas lhe encontrar mais uma vez
Para dizer-te tudo que  minha alma sente por você
Eu nunca lhe diria adeus
Pois deixaste marcas profundas
Neste ser que ainda espera sua presença
 Em um futuro para sempre
Para sempre... Em minhas lembranças
Gravado em meu ser
Meu sonho não realizado
Amor de contos vivendo
De era uma vez...
Esperando um final feliz...

By Juci Diass


more »