terça-feira, 12 de outubro de 2010

Voltando no tempo!

Dia Das Crianças!!! há muito bom voltar ao passado...
Eu e minha nanica temos o costume neste dia
de abrir nossa caixinha de lembranças e rever fotos e fatos.
Bem hoje minha filha e eu rimos muito
com a historia que ela fez na quarta serie falando
sobre sua cachorrinha!
Achei o maximo e resolvi dividir com vcs.


  A BRISACÃO E A MENINA CORAMEDROSA

Esta é Elis Vitória uma menina carajosa e ao mesmo tempo
uma menina MEDROSA.

Vejam agora esta é a super Brisacão,
a cachorrinha da menina super coramedrosa
e as duas juntas formam uma bela dupla.

Hoje a menina coramedrosa acordo feliz e resolveu
dar uma volta pelo jardim. Deu bom dia a todos e foi
cheirar as flores, mas ela não contava com a presença
de pequenos seres rastejantes.
De repente entre uma cafungada e outra
sentiu algo subindo em suas pernas.

A menina coramedrosa suando frio
olhou aquele animal horrendo em suas pernas
e gritou: SOCORROOOOOOOOOO!!

Derepente surge por entre as flores
a super super Brisacão que com sua lingareta bionica
e da uma lambida naquele animal horrendo.

Muito feliz e aliviada a menina Coramedrosa
faz cafune na barrigona da Brisacão
na qual se derete em seus carinhos.

E o dia foi quase estragado por um
terrivel animal horrendo, mais conhecido por formiga
Que não contava com o super, mega, power poder  da Brisacão

        THE END!

 Você tem medo de formiga igual a menina coramedrosa? Não? Então do que você tem medo?
Barata                   antidoto pegar um chinelo e matar
Cobra                   antidoto andar no mato com um adulto
Aranha                  antidoto chamar um adulto para matar so se for venenosa
Escuro                   antidoto colocar bichinhos que brilham no escuro no teto

Vai dizer ser criança não é demais!
Medo de formiga mas a menina pegava lagarto. cobra verde e ate aranha caaranquejeira na mão
mas tenta aparecer com ma formiga na frente dela... Até hoje ela tem medo !!!

19 comentários:

Samanta disse...

Olá minha ruiva mais querida e ultra mega favorita !!!

Adorei de paixão o texto !!!
Vê se pode isso !!!
Ser criança é muito bom né gata !
Quantas peripécias, diabruras e gostosuras !!
Um beijãozãooooo pra vocês !!!

Rosangela disse...

Que conto lindoo Juci! Ta vendo puxou a mãe, de novinha ja tinha o talento para escrita! Adorei!
Grande abraço!

. .Adriano Vox. . disse...

Muito legal sua postagem e muito lindo o texto!
Se quiser me seguir, eis o meu blog: http://vidaempoesiaearte.blogspot.com/
Beijos e uma ótima semana!
Adriano

Dú Pirollo disse...

Minha querida amiga Juci, boa noite!!!
Que maravilha poder retornar no tempo e lembrar de nossas passagens quando crianças. Adorei o conto da coramedrosa, maravilhoso... que menina esperta.
Que menina linda no avatar, adorei!!!
Parabéns pela homenagem ao dia das crianças, linda!!!
Beijos e muita paz!!!

Mari Costa disse...

Oii querida Ju

Nossa adorei essa guria Eis a coramedrosa e sua cachorrinha que parece ser bem serelepe.é muito bom mesmo ser criança, o medo esta no nosso imaginário, quando eu era criança nao conseguia dormir sozinha de jeito nenhum, mas graças a Deus descobrir que o medo esta na gente mesmo.Temos que ser corajoso para enfrentar nossos medos do dia a dia.

Bjs no coração de criança

Edgard Shigenaga disse...

Juci, ler a redação é como penetrar no universo da criança. É uma viagem através da imaginação. Ter lembranças como estas é uma relíquia!!!
Mas o q mais ri foi do medo de formiga, KKKKKKkkkk.
Bjão.

Ana Cavalcantti disse...

Oi Juciiiiiiiiii
Feliz dia das criançaaaaaaaaas...
Eu sou criança até me mandarem parar rs !!!
Tenho medo é de virar adulta rs...tá bom assim !
Antídoto : viver de bem com a vida !!!!!
Beijos minha criança grande e das minhaaaaas !!!!!!!

Rose Nakamura disse...

Que postagem deliciosa de ver
Eu também ri bastante
com o medo de formiga kkkkkkkk

Leila Franca disse...

Oi Juci,

Adorei a parte que fala da "barrigona" da cachorra..kkkk Adorei os desenhos. Estão contando a história mesmo.

Arte e Café disse...

Querida Flor Juci
Eu achei o máximo os antídotos
Eu adoro os bichinhos que brilham no escuro guria.
Muito bom relembrar a infância...
Beijos no coração
Alba

hobbyblogclube disse...

Olá, Juci!
Acho que essa menina coramedrosa, não só pelo jeito, mas sobretudo pelo jeito legal de escrever, puxou a mãe!
Bjs!
Rike.

Valéria Braz disse...

Juci... tal mãe tal filha.... o domínio pela escrita e irreverência são as mesmas....
Se criança é bom demais.....
Beijo no coração

joselito bortolotto disse...

Isso é ser criança, não ser razoável, ter o medos que são só delas, e nesta época não ter a ainda idéia dos verdadeiros medos que vem pela frente ... as vezes dá vontade de voltar no tempo e ficar por lá ... rsrsr

Mr.Jones disse...

Ju,
Tem outro antidoto pra barata não?
aquele la nemmmmmmm me pagando.
ahahaha
bjs

Marcos Vinicius disse...

Eu me lembro que ouvia historinhas dessa natureza contadas naqueles disquinhos coloridos e parece que voltaram na forma de DVD, mas mesmo assim não substituem os de vinis que sempre farão parte das minhas recordações.

O que faltou nesse conto foi o antídoto para exterminar marimbondos. Quando vejo um, é um impulso suficiente para chegar em primeiro lugar nos 100 metros, rsrsrsrsr!!!

Della disse...

Juci, que delícia de texto para o Dia das crianças!!! LINDO, DELICIOSO E DIVERTIDO!!! Gostinho de brincadeira e pureza...gostinho de criança! ADOREI!!!!!Beijo enorme!!!!!!

jefhcardoso disse...

Jucifer, que linda a história da menina “coramedrosa” [rindo muito]. Sei que estou completamente atrasado para comentar uma postagem do dia das crianças, porém não estou atrasado para cultivar a amizade. Parabéns a vcs pela linda amizade, e abraço!

Sobre comida que deprime, fibromialgia que ataca, mulher que estressa... leia o http://jefhcardoso.blogspot.com e tire suas próprias conclusões. Boa semana! Abraços!

“Para o legítimo sonhador não há sonho frustrado, mas sim sonho em curso” (Jefhcardoso)

Cadinho RoCo disse...

Pelo tempo deixamos rastros do nosso passar.
Cadinho RoCo

B.B. Amor mais forte que a própria morte... disse...

Amiga Juci, adorei a história contada por sua guriazinha, mostrando que ambas, mãe e filha, tem um talento ímpar para se expressarem. As criança são um máximo. Essas maravilhas conquistam os nossos corações. Beijos, B.B.

Postar um comentário