domingo, 7 de novembro de 2010

Relacionamentos

Sempre me dizem que amor não existe, que é coisa de nossa imaginação, pois hj estamos todos em busca de outras coisas, exceto amor!
Em termos é verdade, não posso dizer o contrário!
Mais em parte a culpa é nossa! Já pararam pra pensar que antes de casarmos ou morarmos juntos (seja qual a opção) o namoro é quente, cheio de vida, intenso; claro que existem momento conturbados, mais no geral é vivo. O amor o carinho estão sempre presentes, seja num gesto, seja no andar de mãos dadas. E quando passmos por um casal de idosos abraçados, como se um cuidasse do outro, a primeira reação que temos é: Nossa, já pensou a gente velhinho assim, andando agarradinho, de mãos dadas...um cuidando do outro?
O problema é que não pensamos nisso no intervalo do início da convivência juntos até a velhice, pensamos sim, nos filhos que virão, nas contas a pagar, se vai dar pra viajar nas férias...rssss. O romance, aquele momento juntos, a sós...fica para muito além de vários planos!
Então, resgatemos o amor, o que há de mais lindo em nossas vidas, seja saindo um pouco da rotina, andando no parque de mãos dadas, parar e tomar uma cervejinha, um vinho, um jantar,sair pra dançar, fazer amor....nada mais lindo e salutar do que manter vivo o AMOR dentro de um relacionamento


15 comentários:

Victinho disse...

Juci vc tem toda razão, cultivar o amor é o segredo da felicidade.
Bjs,
Vitor.

Samanta disse...

Olááá Ruiva mais linda !!!

Arrasou nos argumentos, como sempre !
A grande sacada para ter uma relação duradoura e saudável, além de gostosa é cultivar estes momentos, o amor, carinho, a diversão !
Quando me juntei, tratei logo de arrumar uns momentos a dois pra combater a rotina, era uma cervejinha no fim de semana ouvindo música e batendo papo, um cineminha, passeio no parque, etc e cultivamos estes pequenos hábitos que são simples, mas que mantém a alegria e cumplicidade mesmo quando as contas estão atrasadas ou quando alguém esquece a tampa da privada aberta !!kkk
Adorei Flor !!!

Mega beijaaaço !

Alex disse...

Muito bom Guria ,Parabéns o Amor hoje e sempre com muito carinho,atenção e romantismo...Sabendo cativar a pessoa amada é tudo de bom ...Bjs e um Abração ,Alex.

Josy Nunes disse...

Oi,
Ju,
arrasou!! Conservar o amor,o carinho e o reseito é fundamental em qualquer relacionamento, andar de mãos dadas e beijar na boca e tudo de bom! Beijão no coração

Fiesta disse...

Oi Ju,
O amor é como aquela plantinha frágil que precisa ser regada e cercada de cuidados diariamente, senão morre! E vc, com toda propriedade, abordou a questão dos problemas do dia-a-dia, a rotina etc e tal,- qua acabam desgastando os relacionamentos, quando não os rompem de vez!
Quanto à canção, ela típica de quem está com dor-de-cotovelo, mas ainda assim, tem esperança de que tudo dará certo e terminará bem!
Parabéns pelo post, guria dos zóio azul mais lindo da blogosfera! Muito tri!
BEIJOSSSSSSSSSSS

zango disse...

Olá Juci. Acredito que ninguém viva sem amor, as pessoas que não o tem, sentem-se frustradas e sem perspectivas mesmo que se apresentem ao mundo como vencedoras. Um vazio nunca se preenche na ausência do amor

Dieguito disse...

Ju,
O amor não quer ser encontrado, eu acho que ele encontra a gente. Daí quando acontece isso, você vê o mundo realmente como ele é.
bjs

Arte e Café disse...

Olá Guria Flor
Um relacionamento que cai na rotina fica estagnado.
Para conservar um amor verdadeiro é preciso manter
esta grande amizade e cumplicidade.
Excelente post, o amor é maravilhoso !
Grande beijo
Alba

Geraldo disse...

Olá Juci,

Falou tudo,

Nada mais para acrescentar...

Abraço

Neusapae disse...

Juci querida, muito lindo esse comentário e realmente sem amor nada se faz, o amor so constrói. Parabéns.
abs.

Wp disse...

Juci, achei muito bom seu texto. Quando vc diz: "Nossa, já pensou a gente velhinho assim, andando agarradinho, de mãos dadas...um cuidando do outro"
faz até eu lembrar da minha esposa que fala desse mesmo jeitinho que vc escreveu. Valeu mesmo, obrigado

Jackie Freitas disse...

Olá coisinha mais coisada, linda dessa vida!
Olha Jú, acho que todos sonham ou idealizam um amor além do real. Mas acho também que todos nós podemos, sim, transformá-lo naquilo em que acreditamos e queremos para nós. Já dizem que não se ama ao outro sem antes amar a si mesmo (nada de egoísmo aí) e que também não se pode conviver com o outro sem respeitar as diferenças entre as pessoas. Alguns princípios básicos, por mais difíceis que sejam, se forem seguidos, viabilizam o amor ideal...aquele feito para nós, à nossa medida. Estou completando 14 anos de casada e posso te afirmar que ainda hoje andamos de mãos dadas, abraçados, trocamos beijos e carinhos em público. Em momento algum nos sentimos envergonhados por mantermos acesa essa chama que aquece o nosso amor.
Grande beijo, minha guria linda!
Jackie

hobbyblogclube disse...

Olá, Juci!
Estas - romanticamente - correta, tudo o que queremos é aquela eterna sensação - tudo bem, pode ser de segunda a sexta, kk!!
Bjs!
Rike.

P.s.: tens andado musical ultimamente, hein! kkk

Valéria Braz disse...

Disse tudo coisinha coisada dos oião azul...
Precisamso resgatar as coisas simples do amor... o resto vem por si só...
Beijo no coração

brazblog disse...

Interessante, você tocou em um assunto que poucos ou ninguém ousou tocar, é a pura realidade, após pouco tempo de casamento a realidade torna-se outra, acredito que a individualidade prevalece, aí então, cada um procura seus interesses e desejos, parabéns.

Postar um comentário