terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Denominada



Trago em mim 

A doce ambição
A magia druida
Sobre o mistério da noite
Faço de meus passos
Rastros marcantes
De minha trajetória,
Das quimeras da vida
Como alquimista alucinado
Transcrevo as dores de minha alma
Em forma de oração
Cada partícula
Me compõem...
Me transforma...
Minha forma bruta
Hoje se mantem lapidada
Longe de qualquer perfeição
Apenas singela denominação
Composta de luz
De tudo que me conduz
Longe de qualquer maldição...

(By Juci Diass)


3 comentários:

moreijo disse...

Abraços amiga...inspiração total...parabéns...Guria...fuiiiiiii

Anônimo disse...

Abraços Guria...fuiiiiiii

Alice Lima disse...

Lindo!
Vim retribuir a visita e me apaixonei pelo seu blog Juci, já estou seguindo!
:)
beijos conterrânea!
PS: aliás, de que cidade você é? Sou de Santa Maria!

www.wonderbooksdaalice.com

Postar um comentário