quinta-feira, 17 de maio de 2012

Assim me refaço


Por que o que submeti a minha mente escorre em meu peito
Feito lava em um vulcão
Sede insuportável de você
Sentimento insano que insiste em ti querer
Cores sem sentido perdido em meu espaço preto e branco
Ouvindo sempre a mesma melodia
Cansativa repetição.
Ilusão sem final feliz
Clarão na escuridão
Meu medo...
Tornou-se insignificante
Comparado a toda esta solidão
De não lhe ter
De joelhos em meio esta escuridão
Não me entrego
Me quebro em mil pedaços
E a cada pequena partícula me refaço
Deste amor que não é só meu
Que ainda queima e me faz
Lhe odiar por te amar tanto assim
E o que me ilumina em meio este furação
É a chama que trago no peito
Sempre acessa e viva
Assim nada me detém
Nem mesmo todo amor que lhe dei!

By Juci Diass

12 comentários:

  1. Tuas palavras são mesmo paisagens. Podemos viajar por elas, com elas. Muito bom.

    Beijos. 8)

    ResponderExcluir
  2. ai a, que lindo!!

    beijosss bom fds ;)

    Dri Viaro
    www.driviaro.com
    www.ameliasdesalto.com
    www.ateliefesteiro.com

    ResponderExcluir
  3. Que lindo Juci, uma melancolia que entra na gente e se torna bonita, pois é intenso verdadeiro, e até mesmo sombrio, adorei mesmo. Parabéns. Beijos Ruiva.

    ResponderExcluir
  4. Muito bom mesmo, seu Blog está nota 1000.

    Abs
    Rudá
    Blog Observatório 74

    ResponderExcluir
  5. olá pensador maluco

    minhas palavras são assim como suas tirinhas

    a diferença que as tuas são mais engraçadas

    sabes né sou tua fiel admiradora

    bjão guri

    ResponderExcluir
  6. Dri guria

    tenha um otimo fim de semana tbm

    obrigada

    beijão

    ResponderExcluir
  7. olá flor Cla

    maravilhada com tu como sempre

    a pouco li um de seus poemas

    que são unicos

    brigada pela visita minha rica

    bjão

    ResponderExcluir
  8. Ruda guriiii!

    valeu o observatorio

    tbm esta demais

    beijão

    ResponderExcluir
  9. Olha Ruiva... voce anda quente de paixão e sentimentos! "Sede insuportável de você" - eu já senti isso.

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. ai faduscaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!

    to queimando nada é febre

    das brabas kkkkkkkkkkkkkk

    bjimmmmmmm faduscaaa

    ResponderExcluir
  11. Que lindo!

    Até na falta da reciprocidade conseguir ser forte e grande, não se entregar à dor, não se vitimar, eis o trunfo dos que vencem todas as batalhas.

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Linda poesia !
    Aliás, adorei teu blog inteiro,
    tanta coisa linda, tudo muito bem expresso.
    Parabéns !

    Beijo da Jhosy do
    http://meninamsicaeflor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Postagem em destaque

Morada em seu ser...

Quando sua ausência Torna-se presença Em cada passo Em cada olhar Sinto-me naufrago Mergulhado em sentimentos Hoje apenas m...

Postagens mais visitadas