domingo, 9 de dezembro de 2012

Versos Manchados



Prendi seus versos em meu coração
Sobre folhas manchadas mas jamais esquecidas
As lágrimas transformaram se em poesia
Toda vulnerabilidade de sentimentos
De atitudes mau pensadas
Viraram momentos em minha memória.
Das palavras doces restaram a saudades
De todas as brigas não restaram mágoas
Ainda existe um desejo oculto
Repleto de sentimentos
Regando sonhos por entre noites vazias
Sobre nossa melodia.
O amor se fez de um sorriso
Se despedindo com uma lágrima
De todos os sonhos não realizados
Vividos em nossas memórias
Sobrou apenas uma cicatriz
Manchada em meu coração
Sobre os versos que um dia falaram de amor
O Poeta morreu...
Restando apenas a lembrança
De um sonho não realizado.


2 comentários:

Clarice Ferreira disse...

Saudades de te ler. Li seu poema e lembrei do meu amor. Beijos, Clarice.
www.penadeprata.blogspot.com.br

Sissym disse...

O amor, a paixão, é regada de altos e baixos, ora tudo bem, ora tudo mal. Sábio aquele que vive plenamente, buscando o caminho da felicidade.


Beijos

Postar um comentário