domingo, 29 de julho de 2012

Nenhum Amor Perdido



Estes fantasmas em minha mente 
Inquietos gritam por você
Dominada entrego-me a suas vontades
Rendida lhe procuro 
E a cada procura minha angustia
Se alimenta de sua ausência
Um vazio...
Um olhar...
O que posso tocar?
Lembranças como sonhos caídos 
Em um paraíso distante 
Lhe desenho em cada nuvem escura que brota no céu
Inodora, insípida minha essência se perdeu 
Estes fantasmas que bailam sobre 
Meus medos destilando doses de tortura
Um desejo...
Um sonho...
Tudo é tão injusto?
Minha cabeça da volta 
Tento achar a saída 
Quando foi que me prenderam 
Dentro de mim mesmo?
Quando suas algemas foram mais forte que eu?
Não me recordo de quando me conquistou
Fazendo de mim hoje o que sou 
Sem seus sonhos 
Sou como peça perdida em um antiquário
Sem você sou como fantasmas assombrando
Meus próprios sentimentos...

 By Juci Diass


3 comentários:

Dri Viaro disse...

Oieee, estou com uma promoção super legal no blog, vou sortear uma camera digital, vem participar??

http://www.driviaro.com.br/2012/07/promocao-album-do-bebe.html

beijos e bom restinho de semana ;)

Victor da Silva disse...

Torturosos pensamentos de uma relação...Torturosos momentos de hibernação mental...é necessário tudo isso,para nos fortalecer e recomeçar com um novo domínio da vida!!!Linda maneira de escrever poemas juci!!!Bj pra ti guria!!!!

Marcos Mariano disse...

Belos versos, intensos e profundos, curto muito poesias, fico fascinado com o poder que ela tem de transformar a dor em beleza, parabéns

Postar um comentário