quinta-feira, 23 de agosto de 2012

E assim se fez...




Eles eram tão diferentes 
Ela menina madura jeito simples 
Feliz levava sempre um sorriso nos lábios 
E um brilho só seu em seu olhar 
Ele sempre muito emotivo falava sobre coisas do coração 
Tocava violão, e fazia versos a sua amada 
Escondia seu sorriso no fundo de sua alma 
E lagrimas brotavam em seus olhos 

Eram opostos... 
Extremos... 
Mas profundos seguros de seus sentimentos 
Unidos por um único coração 
E pela paixão pela lua 
Às vezes distantes se encontravam em seu brilho 

Aquela menina que sonhava 
Deixou de sonhar passou a seguir 
Seu coração deixando de lado 
O brilho estranho contidos nos olhos 
Daquele que amava 
Enquanto ele amargava em seu peito 
Uma única dúvida 
Que fez o amor acabar 
Aquele menino há roubou seu sorriso 
Deixou de brilhar em seus olhos 
Cravaram uma lança em seus corações 

Esqueceram das noites 
Onde a lua distante observava 
A mais doce melodia de amor 
Hoje no ar apenas restou a lembrança 
Já que cansados 
Não suportaram a dor 
Caminhos diferentes 
Pensamentos juntos 
Uma única decisão 
E se fez o inferno então... 

Lhe sentia tão meu 
Me sentia tão sua 
Éramos um sem saber que o amor 
Precisa de pares 

Queria saber esconder meu coração 
Trocar sentimentos por canções 
Queria a lua 
Quisera fosse minha 
Roubaria seu olhar 
Sugaria sua alma 
Mas isso é amar? 

By Juci Diass

2 comentários:

Cla disse...

Depois de uma história sensível e com muito amor, algo se desfez e gerou esse conflito, forçou a uma separação e a posse surge como a amar de prisão.

Um grande beijo, boa noite.

Sissym disse...

Amar é compartilhar, querer ficar perto, desejar.
Sugar a alma já é demais, parece invadir a individualidade. Melhor dar limites para não sofrer depois.

BEIJOS

Postar um comentário