terça-feira, 28 de agosto de 2012

Sou o que sou sem definição!



Quero novos sonhos
Que a fantasia do hoje sempre me acompanhe
E a ilusão do ontem se dissolva a cada novo sorriso
Quero a energia de cada novo abraço
Para que me envolva sempre em seu laço
Que minha voz nunca se cale
Que os ventos sempre a embalem
Terei sempre a lembrança do que fui
Sem  jamais entender o que sou
Quero a alquimia da vida
Do ser, do ter, do que sou.
E que ela me transforme em tudo que jamais ninguém pensou
Quero o enigma de cada novo pensamento
Que traduza meus desejos assim como relampejo
Que renasça a cada novo clarão
Quero traços firmes por entre linhas tortas
Para que sóbria encontre a direção
Quero a insanidade de meus versos
Que ainda dispersos compartilham o que sou
Quero  a serenidade de um sorriso
Para acalmar meu coração
Não quero flores, nem frases completas.
Quero  apenas compreensão
Em pequenas doses de realidade para não me perder na ilusão
Não quero profetas nem profecias
Quero o destino de braços abertos
Esperando pelo que sou!
E mesmo que a vida pareça tão vazia
Farei de mim uma nova canção
Que baila com o vento
Que me prenda em um horizonte somente meu
E que  minhas melodias
Possam encantar seu coração...


7 comentários:

Jhosy . disse...

Uma palavra para definir seu poema ? Perfeição !
Em tudo, no descrever singelo e ousado, na exatidão das palavras, no sentimento translúcido. Parabéns Juci ! Eu sempre me deliciou com suas palavras e inspirações !

Um beijo,
Uma excelente semana.
Jhosy
http://meninamsicaeflor.blogspot.com.br/

Sissym disse...

Guria linda, confio que meu destino esteja de braços abertos. Por mais que eu tenha algumas duvidas, especialmente quando sinto um vazio sem explicação, busco nas musicas a serenidade e energia, para então ir ao encontro da renovação.

Beijos

Geraldo disse...

Grande Juci...

indefinivel, mas perfeita..

Abraço

Iremar Marinho disse...

Belo! Belo!

Unknown disse...

Olá minha querida... que tempão heim!
Mas adorei passar por aqui e encontrar este poema!
A leveza e ao mesmo tempo a complexidade de alguém buscando o encanto de se descobrir...
Adorei cada palavra, cada som formado por elas...Uma Juci mais serena, mas não menos autêntica!
Beijo enorme no coração

Jucifer disse...

Oi meus ricos!

obrigada pelas doces palavras
e pelo carinhooo

grande beijo!

Carlos Souza disse...

Muito singelo e criativo o seu poema, grande poetisa. Amei tudo, principalmente os versos:

"...Quero o destino de braços abertos
Esperando pelo que sou! ...".

Parabéns!

Postar um comentário