sábado, 6 de abril de 2013

Apenas me sinta!


Às vezes acordo perdida
Entre a ilusão contida em meus olhos
Vejo-me cintilante sobre um céu só meu
Transformo-me a cada nova inspiração
Vago por entre mistérios
Prendo-me a enigmas
Me liberto a cada novo sorriso
Evoco o presente sem temer o passado
Manipulo desejos
Exalo em pequenas doses a melhor parte de mim
Magnetismo sonhos...
Profetizo meus ideais...
Traduzo pensamentos vagos
Posso ser anjo
De asas tortas distantes
Cheio de querer
A brisa leve que me toca
Faz-me sentir única
Em um espaço apenas meu
Intocável...
Alimento me  a cada raio de sol
Sobre minha pele pálida
Encontro-me em um horizonte so meu
Sem metáforas
Minha essência baila pelo ar
Suave... Leve...
Fácil de sentir
Difícil de ser tocada
Sinta! Apenas me sinta!


0 comentários:

Postar um comentário